Cândido Brasil

Cândido Adalberto de Bastos Brasil nasceu em Porto Alegre, aos 29 dias de julho de 1969 e foi criado no que ele denomina “Triângulo Crioulo”, entre as cidades de Nova Esperança do Sul, Santiago e Jaguari, mais especificamente no Capão Grande, hoje distrito de Nova Esperança do Sul, região centro-oeste do Rio Grande do Sul, no contraforte das Missões.
Participou ativamente das atividades culturais do Grupo de Nativismo e Folclore Couro Cru, de Nova Esperança do Sul, como declamador e agregado das falas.
Em 1996 foi secretário geral e um dos idealizadores do Gruta em Canto, Festival Nativista, Ecológico e Turístico de Nova Esperança do Sul, tendo sido em 2008 apresentador deste evento. Em dezembro/96 lançou o livro de poesias nativas “Tropilha de Sonhos”.
Em 1998, em Porto Alegre, atuou na Invernada de Danças Xiru do CTG Querência, da Escola Especial Concórdia – ULBRA,
o primeiro CTG de surdos do Brasil.
Em 1999 lançou o jornal Querência, voltado à cultura gaúcha.
Em 2005 foi aprovado na Estância da Poesia Crioula do Rio Grande do Sul.
Participa de atividades culturais ligadas à tradição gaúcha em todo o Estado e, neste ano de 2009, pelo Grupo Hospitalar Conceição, levou a cultura gaúcha ao Fórum Social Mundial, realizado em Belém do Pará. Pelo mesmo grupo foi Patrão do Piquete Chama Nativa durante a semana farroupilha 2009 e reeleito por aclamação para o próximo ano.
Agora apresenta para apreciação pública de todas as querências Nativo – Poesia Regionalista, onde expressa através de seus versos o apego terrunho pelas cousas do pago.

Mostrando um único resultado